Os benefícios de saúde da couve-flor incluem um risco reduzido de câncer, distúrbios cardíacos e cerebrais, alívio da indigestão, desintoxicação do corpo, aumento da absorção de ferro e perda de peso. Este superalimento também ajuda a melhorar a saúde dos olhos, mantém o equilíbrio hormonal e previne diabetes, colite, papilomatose respiratória, hipertensão e os efeitos nocivos da radiação ultravioleta. É repleta de nutrientes e poder antioxidante que ajuda a fortalecer o sistema imunológico, mantendo a saúde óssea e celular, o equilíbrio eletrolítico e os níveis ótimos de colesterol.

Nutrientes da couve flor

A couve-flor é uma rica fonte de vitamina C, folato, vitamina K, vitaminas do complexo B e vitamina E. Ela fornece minerais vitais como cálcio, magnésio, fósforo, potássio, zinco, sódio e ferro, sem acrescentar nenhum colesterol prejudicial. É uma boa fonte de proteína, uma quantidade substancial de fitoquímicos, gorduras insaturadas e ácidos graxos ômega-3 essenciais. Ele também fornece fibra dietética e contém quantidades menores de açúcares naturais em comparação com os outros membros de seus parentes botânicos, como o brócolis.

Tipos de couve-flor

A couve-flor está disponível em quatro grandes grupos: asiáticos, italianos, bienais do noroeste europeu e do norte da Europa, representados por mais de cem variedades. Além de branco, também vem em várias outras cores.

Verde: A couve-flor verde é conhecida como brócolis. Ele pode ser encontrado em uma forma normal em forma de coalhada, bem como em uma variante espinhosa chamada brócolis romanesco.

Roxo: O grupo antioxidante, antocianinas, presente na couve-flor roxa fornece a cor dessa variedade.

Laranja: A couve-flor laranja é altamente nutritiva e contém uma quantidade imensa de vitamina A, em comparação com a variedade branca.

Benefícios para a saúde da couve-flor

Os benefícios da couve flor com antioxidantes

A couve-flor contém vitamina C, manganês e outros antioxidantes potentes que ajudam a transmitir a nutrição ao corpo. Também contém fitoquímicos, chamados indóis e glucosinatos, nomeadamente glucobrassicina, glucoraphanina e gluconasturtina. Esses componentes estimulam as enzimas que bloqueiam o câncer e protegem as células do corpo contra o estresse oxidativo e os danos causados ​​pelos radicais livres.

Propriedades da couve flor para a saúde cardiovascular

O consumo regular de couve-flor garante a circulação sanguínea e ajuda a manter o bom funcionamento dos vasos sanguíneos, o que pode ser atribuído à presença de glucorafanina e vitamina K. A glucoraphanina é convertida em isotiocianatos que ativam atividades anti-inflamatórias e impedem o acúmulo de lipídios no sangue. veias de sangue. Isso ajuda no fluxo desobstruído de sangue, o que reduz o risco de doenças como a aterosclerose e promove a saúde cardiovascular. Pesquisas também provaram que a função antitrombótica e antiplaquetária de uma substância encontrada em abundância na couve-flor, contribui significativamente para um coração saudável.

Couve flor pode ajudar a prevenir o câncer

Estudos têm mostrado que o indol-3-carbinol presente na couve-flor tem efeitos quimiopreventivos e antiestrogênicos que ajudam a dificultar o crescimento de células cancerosas uterinas. Uma pesquisa forneceu evidências de que o consumo de vegetais como a couve-flor ajuda a suprimir a proliferação celular, especialmente em termos de câncer de mama.

Couve flor e seus benefícios

Aproveite os benefícios da couve flor na sua dieta para incrementar ainda mais sua saúde. (Foto: dobies.co.uk)

Previne distúrbios do estômago

Couve-flor é uma fonte de fibra dietética que ajuda na digestão e promove a eliminação de toxinas do corpo. A presença de glucosinolato, glucorafanina e sulforafano neste vegetal protege o revestimento do estômago e ajuda a resistir ao crescimento da bactéria Heliobacter pylori. Além desse mecanismo de defesa, isotiocianatos dietéticos em couve-flor evitam o risco de vários distúrbios abdominais, como úlceras de estômago e câncer de cólon.

Couve flor e absorção de ferro e melhoria da respiração

A vitamina C presente na couve-flor ajuda a absorver melhor o ferro no sangue. Isso ajuda a aumentar a contagem de hemoglobina no corpo.

A papilomatose respiratória é causada pelo papilomavírus humano, que afeta as cordas vocais da laringe, traqueia, pulmões e brônquios. Estudos mostraram que o aumento do consumo de vegetais crucíferos, como a couve-flor, ajuda a reduzir a gravidade da papilomatose respiratória.

Couve flor e saúde óssea e da visão

Couve-flor contém vitamina C, que desempenha um papel importante na produção de colágeno que protege as articulações e ossos de danos inflamatórios. Além disso, contém vitamina K, que pode ajudar na prevenção da perda óssea em homens e mulheres.

É rico em vitamina C e antioxidantes e, portanto, é eficaz na redução do risco de degeneração macular relacionada à idade que pode levar à cegueira, particularmente em idosos. [O sulforafano protege os tecidos da retina dos danos causados ​​pelo estresse oxidativo, previne o comprometimento da visão e várias doenças oculares, como a catarata.

Desintoxicação, pele e cabelos saudáveis com a couve flor

A couve-flor contém indol-3-carbinol, um fitonutriente que, juntamente com o sulforafano, ajuda a ativar e regular a função das enzimas desintoxicantes.

Estudos mostraram que o sulforafano presente na couve-flor é eficaz na proteção da pele contra os danos causados ​​pela radiação ultravioleta. A ação protetora do sulforafano defende o organismo contra inflamações, câncer de pele, eritema induzido por UV e dano celular

Couve-flor, juntamente com a pele saudável, também promove o crescimento do cabelo devido à presença de enxofre e silício.

Reduz o risco de distúrbios nervosos

O sulforafano presente na couve-flor desempenha um papel fundamental na redução da progressão das doenças neurodegenerativas. De acordo com um estudo, o consumo de couve-flor tem o potencial de diminuir o acúmulo de proteínas beta-amiloide e tau no cérebro de pacientes com Alzheimer.

Reduz a hipertensão

As propriedades antioxidantes e anti-inflamatórias da glucorafanina e do sulforafano presentes na couve-flor ajudam a reduzir o estresse oxidativo, juntamente com os níveis de colesterol LDL (ruim). Promove também a estimulação do colesterol HDL (bom) e reduz a pressão arterial. Além disso, a fibra e os ácidos graxos ômega-3 presentes na couve-flor também evitam o endurecimento das artérias.

Couve flor mantém o equilíbrio eletrolítico e aumenta a imunidade

O teor de potássio na couve-flor ajuda a manter o equilíbrio eletrolítico do corpo, essencial para o funcionamento do sistema nervoso na transmissão de impulsos nervosos e contrações musculares.

A couve-flor é rica em antioxidantes e nutrientes que fortalecem o sistema imunológico. Juntamente com outros componentes saudáveis, a presença de vitamina C inibe várias infecções e fortalece os mecanismos de defesa do organismo, dificultando o crescimento da inflamação causadora de doenças.

Couve flor previne a obesidade e controla a diabetes

A couve-flor contém indóis, que possuem efeitos anti-obesidade. Estudos têm apoiado o fato de que o consumo de couve-flor é benéfico na prevenção de vários distúrbios inflamatórios e metabólicos no corpo. Ele também ajuda na estimulação da termogênese de queima de gordura, auxilia na perda de peso e previne a obesidade.

A ingestão regular de couve-flor ajuda a reduzir o risco de diabetes devido à presença de vitamina C e potássio. O teor de potássio na couve-flor ajuda na regulação do metabolismo da glicose. Também é utilizado pelo pâncreas para secretar o hormônio insulina que combate o alto nível de açúcar no sangue no corpo. Além disso, estudos sustentam que a vitamina B6 presente na couve-flor também é eficaz em aumentar a tolerância à glicose em pacientes com diabetes gestacional.

Couve flor no crescimento fetal e na saúde cerebral

A inclusão de couve-flor em sua dieta é benéfica durante a gravidez devido à presença de folato essencial, que ajuda no desenvolvimento neural saudável do bebê.

A couve-flor contém colina e fósforo, ambos eficazes na reparação das membranas celulares. Isso é essencial para o funcionamento eficiente do cérebro e do sistema nervoso para a transmissão de sinais nervosos. Além disso, a presença de potássio e vitamina B6 na couve-flor desempenha um papel importante na manutenção da saúde do cérebro e na promoção da comunicação adequada nos nervos.

Couve flor no tratamento e prevenção da colite e de derrames

Estudos sugeriram que extratos de couve-flor exercem efeitos anti-inflamatórios sobre os sintomas da colite ulcerativa. Esse efeito protetor pode ser atribuído à presença do isotiocianato fenetil, que exerce um efeito cicatrizante sobre os danos ocorridos nos tecidos do cólon e no epitélio do cólon. Pode ser um eficiente componente na dieta preventiva de complicações da colite.

O consumo de frutas e vegetais de polpa branca, como a couve-flor, ajuda a reduzir o risco de acidente vascular cerebral, devido à presença de alicina-composto, que também auxilia na limpeza do fígado e do sangue.

Como selecionar e armazenar uma couve-flor?

Couve-flor com florzinhas limpas, bem embrulhadas, creme branco com folhas verdes brilhantes são os melhores para escolher. Florzinhas amarelas e malhadas com folhas flácidas são aquelas desprovidas de nutrição e frescor. Manchas escuras na couve-flor também podem indicar a presença de uma doença conhecida como míldio.

Couve-flor pode ser armazenada na geladeira por 5 dias. Florzinhas cortadas precisam ser consumidas dentro de 4 dias, pois não duram muito.

Efeitos colaterais da couve flor

Couve-flor pode causar efeitos colaterais, como alergias, pedras nos rins e excesso de gás. Evitar o consumo excessivo e também evitar o seu uso se tomar medicamentos como a varfarina.

Gases: A couve-flor contém carboidratos complexos que não são decompostos inteiramente no trato digestivo. Esses carboidratos são então alimentados pelas bactérias intestinais. Isso às vezes pode resultar em inchaço e liberação de gases odoríferos, como hidrogênio e dióxido de carbono.

Ácido úrico: A couve-flor contém purinas que podem causar vários problemas de saúde se consumidas em excesso. As purinas se decompõem para formar ácido úrico e a ingestão excessiva de alimentos ricos em purinas pode levar a um acúmulo de ácido úrico no organismo. Isso pode abrir ainda mais o caminho para problemas relacionados ao ácido úrico, como pedras nos rins e gota.

Anafilaxia: A couve-flor pode causar anafilaxia em algumas pessoas, o que significa que pode causar uma reação alérgica grave a uma substância. Os sinais de alerta de tais reações alérgicas incluem inchaço de certas partes do corpo, coceira, dispneia e complicações respiratórias. É sempre aconselhável descontinuar a ingestão de couve-flor na ocorrência de tais sintomas críticos e procurar atendimento médico imediatamente.

Interações medicamentosas com a couve flor

A couve-flor é rica em vitamina K, que é utilizada pelo organismo para a coagulação normal do sangue. Ele pode interagir e reduzir a eficácia dos anticoagulantes, como a varfarina, que são prescritos para evitar a coagulação do sangue no corpo. Se você estiver tomando medicamentos anticoagulantes, é sempre aconselhável discutir a ingestão de alimentos ricos em vitamina K, como couve-flor, com um profissional de saúde.

Couve-flor é um vegetal versátil que traz um sabor agradável, juntamente com nutrição de baixa caloria para a dieta. A inclusão de vegetais crucíferos, como a couve-flor na dieta, ajudaria bastante em quase todos os estilos de vida!

O que acham da couve flor? Como vocês preparam e consomem a couve flor?

Aviso legal

O conteúdo deste site tem caráter apenas informativo. NÃO receitamos ou prescrevemos substâncias ou tratamentos. NUNCA faça tratamentos ou utilize substâncias sem a indicação de um médico especialista.

Deixe um comentário

  • (não será divulgado)